Militar morre atingido por disparos na Granja do Torto

O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República informou que um militar morreu, no início da manhã de hoje, atingido por "disparos de armas de fogo envolvendo pessoal da guarda" presidencial na Granja do Torto, uma das residências oficiais da Presidência. Segundo a nota, o militar chegou a ser atendido no Hospital das Forças Armadas, em Brasília. O GSI informa que, além do inquérito policial, foi aberto um inquérito policial-militar, que será comandado pelo Exército.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.