Militares rebeldes invadem quartel do Exército em Madagascar

Soldados dissidentes invadiram neste domingo um acampamento militar perto do principal aeroporto de Madagascar, e o Exército disse que seus homens cercaram os quartéis e que estão em negociação com os rebeldes.

BY ALAIN ILONIAINA, Reuters

22 de julho de 2012 | 11h24

A nação tem estado imersa em crise política e em violência nos três anos desde que o então líder da oposição, Andry Rajoelina, derrubou o presidente Marc Ravalomanana, que está em um exílio voluntário na África do Sul desde então.

"Às 5 horas (horário local), um grupo de soldados armados invadiu os quartéis do 1º RFI (Primeiro Regimento de Forças Intervencionistas)", afirmou o Exército em comunicado.

Soldados e policiais estão posicionados ao redor do acampamento, e uma autoridade do Exército disse que especialistas foram enviados para negociar a rendição dos rebeldes.

"Se eles não tiverem sucesso, essa situação vai finalizar em um ataque militar. Os elementos das forças armadas estão prontos para isso. No momento, não sabemos até quando as negociações vão continuar", disse Philibert Ratovonirina, chefe do serviço de comunicação do Exército.

Anteriormente, o Exército tinha dito que não havia risco de o incidente se espalhar para além da base.

O Exército afirmou que Corporal Koto Mainty, um ex-guarda-costas de um ex-ministro da Defesa e cujo apelido é 'Preto', liderou a revolta.

Tudo o que sabemos sobre:
MADAGASCARREBELDESEXERCITO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.