Mina marítima da 2ª Guerra é achada no litoral de AL

Trabalhadores de uma obra de saneamento básico encontraram hoje um artefato bélico na orla do município de Maragogi, a 140 quilômetros de Maceió. Eles quebravam parte do calçamento da principal avenida da praia, quando esbarraram numa esfera grande, que se assemelhava a uma mina de flutuação, que pode ter sido usada pela Marinha do Brasil na época da 2ª Guerra Mundial para afastar os navios inimigos.

RICARDO RODRIGUES, Agência Estado

11 de maio de 2010 | 19h57

A Marinha do Brasil foi comunicada do fato e solicitou à Polícia Militar de Alagoas que isolasse a área, para que fosse providenciada a remoção do artefato e sua detonação em local seguro. O achado bélico despertou a atenção de curiosos e, durante todo o dia, foi grande a movimentação de pessoas na orla de Maragogi, que fica no litoral sul do Estado, na divisa de Alagoas com Pernambuco.

Somente no final da tarde desta terça-feira, o artefato bélico identificado foi levado para outro local e detonado por uma equipe do esquadrão antibomba da Polícia Militar de Alagoas. Os militares levaram a bomba para uma área reservada, a cerca de 2 quilômetros do local onde foi encontrada.

Para ser detonado, o artefato foi enterrado em uma vala de aproximadamente dois metros de profundidade. Com a detonação, o buraco causado pela bomba passou dos 4 metros de diâmetro. O barulho da detonação foi sentido num raio de 3 quilômetros. Moradores da região afirmam que algumas casas foram danificadas pela força da explosão.

Segundo a assessoria da Capitania dos Portos de Maceió, esse tipo de mina era usada na 2ª Guerra Mundial, colocada no mar e em alta profundidade para bombardear os navios inimigos. Quando as embarcações se aproximavam, as minas explodiam e destruíam parte dos navios. Com o avanço das correntes marítimas, o mar deve ter trazido a mina para a praia, e o artefato ficou enterrado esse tempo todo na orla de Maragogi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.