Minas apura suposta morte por dengue hemorrágica

Em nota, ministério ressaltou hipótese de que a morte ter sido decorrente de infecções bacterianas

Elvis Pereira, do estadao.com.br,

27 Janeiro 2009 | 18h25

A Vigilância Ambiental da Secretaria da Saúde de Minas Gerais investiga os dois primeiros casos de suspeita de dengue hemorrágica notificados neste ano no Estado. Em Coronel Fabriciano, um morador teria morrido em razão da doença. A causa da morte deverá ser indicada pela Fundação Ezequiel Dias, para a qual foram enviados exames da vítima. Em nota emitida nesta terça-feira, 27, a pasta ressaltou a hipótese de que a morte também pode ter sido decorrente de infecções bacterianas, como meningite, ou virais.       Veja também: Oito cidades de MG correm risco de epidemia de dengue Espírito Santo registra morte por suspeita de dengue Rio teve 259.392 casos de dengue em 2008 Confirmados 17 casos de dengue na fronteira Paraguai-Brasil Rio tem 42 casos de dengue na primeira quinzena de janeiro Casos de dengue diminuem 89,5% em 2008 em Santos  Após 6 meses, São Paulo volta a registrar casos de dengue Vibração das asas do Aedes pode ajudar no controle da dengue Especial: O avanço da dengue Na tarde desta terça-feira, 27, a secretaria também foi notificada de um caso suspeito de hemorrágica da dengue em Ipatinga, no leste do Estado. A vítima, uma garota de 13 anos, está internada no hospital do município. Amostras de sangue já foram colhidas para verificar a causa da doença.

Mais conteúdo sobre:
saúdedengue hemorrágicaMG

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.