Minas é a campeã dos focos de incêndio em setembro

A falta de chuvas e a baixa umidade relativa do ar deram a Minas o triste título de campeã nacional dos focos de incêndio em setembro, de acordo com levantamento do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais divulgado (Inpe) hoje. Até ontem, o Inpe registrou 2.845 focos em todo o Estado, 54% mais que no mesmo período do ano passado. No acumulado do ano, o Mato Grosso lidera o ranking, com 8.348 focos de incêndio.

ALINE RESKALLA, ESPECIAL PARA A AE, Agência Estado

12 de setembro de 2011 | 17h42

Um dos piores incêndios destrói, há 11 dias, o Santuário Nacional do Caraça, um dos principais cartões-postais de Minas Gerais localizado na região do município de Catas Altas, a 120 quilômetros de Belo Horizonte. O capitão do Corpo de Bombeiros Frederico Paschoal informou que o fogo, enfim, está sendo controlado. "Estamos trabalhando agora nos rescaldos. Está sendo uma missão muito difícil para os próprios bombeiros, que estão no limite da exaustão", afirmou o capitão.

Embora o levantamento exato dos impactos do incêndio só será feito após o controle total das chamas, a estimativa da direção do parque é que 500 hectares de mata atlântica tenham sido destruídos. Além da vegetação, das grutas e cachoeiras, a Serra do Caraça abriga animais ameaçados de extinção como o lobo-guará.

Tudo o que sabemos sobre:
incêndioBH

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.