Mineradora Largo faz primeiro carregamento de vanádio em mina na Bahia

A mineradora Largo Resources disse nesta quarta-feira que realizou sua primeira entrega de pentóxido de vanádio de sua mina Maracás Menchen, na Bahia.

REUTERS

03 Setembro 2014 | 15h04

A produção na mina começou em 2 de agosto.

A empresa canadense informou que a produção está estabilizada em 8 a 12 toneladas do mineral por dia, cerca de 40 por cento da meta da primeira fase do projeto.

A capacidade total de 9.600 toneladas por ano deverá ser atingida em 12 meses ou menos. A mineradora espera produzir 7,5 por cento da oferta global do ingrediente de fabricação de aço.

Com a China produzindo mais aço de alta qualidade semelhante ao dos padrões europeu e norte-americano, a procura por vanádio aumentou.

O vanádio é usado principalmente em ligas para fortalecer o aço e reduzir seu peso.

A Largo tem ativos no Canadá e no Brasil, e a operação da mina localizada a 250 km de Salvador (BA) é seu principal objetivo neste momento.

A mina baiana tem o depósito com maior concentração de vanádio já descoberta, o que permitirá a produção com baixos custos, disse a empresa.

A empresa tem um contrato de seis anos para vender 100 por cento de sua produção para a gigante de commodities de mineração Glencore Xstrata.

(Por Gustavo Bonato, em São Paulo)

Mais conteúdo sobre:
MINERACAOVANADIOLARGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.