Ministério da Saúde lança campanha de doação de ossos

O Ministério da Saúde lançou hoje, em Copacabana, a primeira campanha nacional de doação de ossos, com a participação de artistas e jogadores de vôlei, como Tande e Virna. Com uma divulgação baseada no lema "a sustentação da vida é a solidariedade", o governo federal pretende reduzir a resistência da população em relação ao procedimento. Hoje, apenas uma em cada dez pessoas aceitam fazer uma doação de ossos, segundo o diretor do Instituto Nacional de Traumato-Ortopedia (Into), Sérgio Côrtes. "Elas pensam que há mutilação do doador, mas isso não acontece, pois os ossos retirados são substituídos por ossos de plástico", esclareceu. Ao abrir a campanha, o ministro da Saúde, Saraiva Felipe, destacou que uma colaboração é suficiente para ajudar até 35 pacientes. "As pessoas precisam se conscientizar da importância disso. Existem 2.500 pessoas aguardando por uma cirurgia de transplante de ossos no País".

Agencia Estado,

14 de janeiro de 2006 | 11h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.