Ministério da Saúde prorroga campanha da vacinação contra gripe

O Ministério da Saúde decidiu, nesta sexta-feira, 22, prorrogar a campanha de vacinação contra a gripe, que imunizou 46,2% do público-alvo até agora. O objetivo, segundo a pasta, é atingir a meta de vacinar 80% das pessoas vulneráveis às complicações da gripe.

Estadão Conteúdo

23 Maio 2015 | 09h57

Até agora, a maior cobertura de vacina foi entre as puérperas - mulheres que tiveram filho em até 45 dias; em seguida, estão os idosos, com 10,8 milhões (52%) de vacinados.

A vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde em 2015 protege contra os três subtipos do vírus da gripe. Segundo o Ministério, pesquisas demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

Os grupos prioritários para receber a vacina são idosos, gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filho há 45 dias), crianças de seis meses a menores de 5 anos, trabalhadores da área de saúde, indígenas, presos e trabalhadores do sistema prisional.

Mais conteúdo sobre:
gripe vacinação prorrogação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.