Ministra brasileira reage a críticas feitas à Rio+20

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, rebateu nesta quinta-feira críticas feitas recentemente à conferência Rio+20. A reação da ministra ocorreu durante solenidade de abertura do evento "I Diálogo Federativo Rumo à Rio+20", no Palácio do Planalto. "Falar que não tem tema ambiental na conferência talvez sejam (críticas de) pessoas que não estão tão bem informadas sobre os assuntos", disparou Izabella Teixeira no discurso. Ela se recusou a falar com jornalistas após o evento.

RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

19 Abril 2012 | 16h07

Segundo Izabella, haverá debate sobre desenvolvimento sustentável nos dez temas do I Diálogo Federativo Rumo à Rio+20, incluindo pobreza, florestas, cidades sustentáveis, energia, fronteiras energéticas e água. "Tem a água, florestas, padrão de consumo sustentável, energia renovável, produção de alimentos, erradicação da pobreza. Meu Deus, isso não é meio ambiente? Então vocês me digam o que é meio ambiente. É impossível debater qualquer desses temas sem que a questão climática esteja passando por eles", disse a ministra.

Conforme informou o jornal O Estado de S. Paulo nesta quinta-feira, um grupo de ex-ministros do Meio Ambiente e especialistas na área apresentou quarta-feira, em São Paulo, o documento "Rio Mais ou Menos 20". Para ambientalistas e representantes da sociedade civil, a agenda da conferência está diluída, fraca e sem foco. Izabella argumentou que a Eco-92 foi uma "conferência de chegada". "Não podemos ficar numa pauta de 92, queremos olhar daqui para frente, acho que o Brasil tem de continuar esse caminho sobre a governança ambiental", defendeu a ministra.

Mais conteúdo sobre:
meio ambienteRio+20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.