Ministro diz que vazamento é pior acidente ambiental da Nova Zelândia }

O vazamento de óleo do navio liberiano Rena piorou cinco vezes desde os dias iniciais, informaram ontem as autoridades da Nova Zelândia. O navio se chocou no último dia 5 com o recife Astrolábio, a 22 quilômetros do porto de Tauranga. Na terça-feira, até 390 toneladas de óleo bruto já tinham vazado do casco rachado do navio.

O Estado de S.Paulo

13 Outubro 2011 | 03h06

"Este á o pior desastre marítimo ambiental de todos os tempos na Nova Zelândia", afirmou o ministro do Meio Ambiente do País, Nick Smith.

As autoridades disseram que 53 aves marinhas foram encontradas mortas e 17 tiveram de ser levadas para remoção do óleo das penas.

Uma equipe de resgate foi removida do navio na terça-feira porque formaram-se ondas de 2 a 3 metros, tornando as condições de operação perigosas. Sem a equipe a bordo, o óleo não pode ser bombeado para fora.

"Estamos stand by e vamos retomar as ações o mais rápido possível"', disse Nick Bohm, porta-voz do serviço marítimo do País.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.