Ministro do Esporte diz que Brasil terá mais medalhas em 2016 'por necessidade'

Em entrevista à BBC Brasil, Aldo Rebelo afirma que país terá mais investimento e pode alcançar meta para o Rio com 'afinco'.

Camilla Costa, BBC

12 de agosto de 2012 | 12h51

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, afirmou que chegar ao resultado de 30 medalhas nos Jogos do Rio 2016 é questão de "necessidade".

Em entrevista à BBC Brasil, Rebelo admitiu que o investimento do país no esporte de alto rendimento deveria ter começado antes do anúncio do Rio de Janeiro como sede da Olimpíada de 2016, mas disse que o exemplo britânico é "referência" para o Brasil.

"O investimento deveria ter começado antes do que começou, mas é preciso também dizer que se o dinheiro é essencial, ele não é tudo. É preciso que a aplicação dos recursos se dê dentro de um planejamento, de metas e nos detalhes que definem a medalha."

"Mais do que possível (chegar a esse resultado), é necessário. Nós vamos partir nao da possibilidade, nós vamos partir da necessidade. Nós precisamos melhorar o nosso desempenho pra 2016", afirmou.

"Temos uma referência importante, que é o Reino Unido. A própria preparação para a Olimpíada de Pequim e agora para a Olimpíada Londres, demonstrou que com afinco, que com cuidado, com investimento, com metas, você pode alcançar os resultados."

Rebelo anunciou ainda a ampliação da injeção de recursos diretos do governo e planos para ampliar o investimento das empresas estatais e privadas, através da lei de incentivo ao esporte. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.