Ministro e Dilma discutem nomes para ANTT nos próximos dias

Um novo nome para comandar a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) deve ser definido no "curto prazo", e o governo está avaliando candidatos para o cargo antes ocupado por Bernardo Figueiredo, segundo o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos.

REUTERS

29 Março 2012 | 21h46

Ele disse que nos próximos dias deve conversar com a presidente Dilma Rousseff sobre nomes para o cargo.

"Minha expectativa é que possamos dar um encaminhamento nisso (para o Senado) o quanto antes", afirmou Passos a jornalistas na noite desta quinta-feira em evento do setor ferroviário.

"Acho que nos próximos dias vamos ver com a presidenta nomes para serem apresentados."

De acordo com Passos, o ex-diretor da ANTT somente não ocupará um cargo no governo "se ele não quiser". "Todos sabem do trabalho dele, não é possível desconsiderar", afirmou.

O nome de Bernardo Figueiredo não foi aceito pelo plenário do Senado, o que impossibilitou sua recondução ao cargo de diretor-geral da ANTT.

O ministro afirmou ainda que não acredita em atrasos em questões como o leilão dos trechos das BRs 040 e 116, previstos para dezembro e início de 2013, respectivamente.

Sobre a primeira fase do leilão de concessão do Trem de Alta Velocidade (TAV), Passos prevê ainda para o primeiro semestre deste ano as audiências públicas do edital de licitação.

"A previsão é que o leilão seja no final de novembro", disse o ministro. A primeira fase do leilão do TAV corresponde à escolha do operador e da tecnologia que será utilizada. Na segunda, será definido quem construirá o trem que deve ligar Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro.

(Por Carolina Marcondes)

Mais conteúdo sobre:
POLITICA TRANSPORTES ANTT*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.