Ministro ucraniano não descarta uso da força para resolver crise no leste

A situação no leste da Ucrânia, onde manifestantes separatistas pró-Rússia ocupam prédios do governo em ao menos duas cidades, será resolvida nas próximas 48 horas e haverá uso da força se as negociações fracassarem, disse o ministro do Interior ucraniano nesta quarta-feira.

Reuters

09 Abril 2014 | 08h09

"Há duas opções -- política e negociação, e a força", disse o ministro Arsen Avakov a jornalistas durante uma reunião do governo.

"Para aqueles que querem diálogo, nós propomos conversa e solução política. Para a minoria que quer conflito, eles terão uma resposta firme das autoridades ucranianas", disse.

(Reportagem de Pavel Polityuk)

Mais conteúdo sobre:
UCRANIAUSODAFORCAMINISTRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.