Ministros agrícolas da UE debaterão gripe aviária no dia 20

Os ministros de Agricultura da União Européia (UE) discutirão no próximo dia 20 os últimos dados sobre a gripe aviária, assim como sua expansão dentro e fora do território comunitário.Os países da UE voltarão a analisar a situação da gripe aviária, como já é habitual nos Conselhos de Agricultura realizados nos últimos meses, em que os países da UE estudam com a Comissão Européia (CE) as medidas contra a doença.Por enquanto, são dez os países da UE onde o vírus H5N1 da gripe aviária foi detectado em aves silvestres: França, Alemanha, Áustria, Itália, Grécia, Eslovênia, Hungria, Polônia e Suécia.Na França, a doença já foi confirmada em uma fazenda de aves domésticas.O Conselho de Agricultura estuda, por um lado, as medidas sanitárias e por outro, o impacto econômico que a gripe tem no setor produtivo de aves, sobretudo pelo alarme provocado no consumidor.A Comissão descartou, até o momento, dar ajuda financeira aos produtores avícolas comunitários pela gripe aviária e pela queda do consumo de ave.Por outro lado, o Comitê Especial de Agricultura - órgão preparatório do Conselho de Ministros -, discutiu nesta semana outra proposta sobre as medidas propostas para melhorar o bem-estar dos frangos destinados à produção de carne.Um grupo numeroso de países garantiu nessa reunião, que agora "não é o melhor momento" para impor aos produtores requisitos nesse sentido, segundo as fontes.Os países consideram que os estudos da Comissão sobre o impacto econômico das medidas colocadas por Bruxelas para garantir o bem-estar dos frangos "não levam em conta o impacto da gripe aviária".

Agencia Estado,

14 de março de 2006 | 16h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.