Mizael ligou para Mércia 41 vezes, afirma testemunha

Após a retomada da sessão do julgamento do Caso Mércia na tarde desta terça-feira, interrompido por causa da queda de energia no Fórum de Guarulhos (SP), o juiz dispensou a testemunha de defesa, a corretora de imóveis Rita Maria de Souza. Logo após, a segunda testemunha da defesa, o investigador Alexandre Simoni Silva, pediu para que sua imagem não fosse divulgada. Ele participou das investigações sobre os dados referentes a telefonia.

AE, Agência Estado

12 de março de 2013 | 19h05

Ele disse que as análises sobre o telefone de Mizael Bispo de Souza não condiz com o depoimento do réu. Mizael ligou para Mércia 41 vezes em um telefone fixo, disse a testemunha. Ele disse ainda que não se lembra o endereço do número, mas acredita que seja da casa de Mércia Nakashima. O ex-policial militar Mizael Bispo é acusado de matar a ex-namorada Mércia em 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
Caso Mérciajulgamentoenergia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.