MMX enquadra pedido de financiamento ao BNDES

A MMX conseguiu aprovação para enquadramento de um pedido de financiamento ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para obras na mina Serra Azul, informou a mineradora nesta segunda-feira em comunicado ao mercado.

Reuters

05 de novembro de 2012 | 10h51

O enquadramento é uma das etapas para análise, pelo banco de fomento, dos pedidos de desembolsos feitos pelas empresas.

A MMX não informou valores, mas na quinta-feira o presidente da empresa, Guilherme Escalhão, disse que espera obter até meados de 2013 aprovação para financiamento de 3,2 bilhões de reais junto ao banco de fomento.

"Os termos definitivos do financiamento requerido pela MMX para sua subsidiária, MMX Sudeste Mineração S.A., junto ao BNDES contemplando as condições de valor, prazo, taxa de juros e garantias, ainda serão submetidos à aprovação do Comitê de Crédito e, posteriormente, da Diretoria, ambos órgãos do BNDES", diz o comunicado da MMX.

Segundo a empresa do grupo EBX, de Eike Batista, a capacidade de produção da unidade Serra Azul, em Minas Gerais, chegará a 29 milhões de toneladas anuais de minério de ferro. A previsão é que a nova planta de beneficiamento entre em operação em 2014.

O minério de ferro será exportado pelo porto do Sudeste, no litoral do Rio de Janeiro, cujas obras também têm financiamento do BNDES.

A empresa diz que 64 por cento de sua produção futura já está comprometida com contratos de longo prazo junto às asiáticas SK Networks e Wuhan Iron and Steel (Group) Corporation.

(Por Sabrina Lorenzi)

Tudo o que sabemos sobre:
MINERACAOMMXBNDES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.