MMX paga taxa criada por MG enquanto aguarda Justiça

A mineradora MMX, do grupo do empresário Eike Batista, está pagando taxa de fiscalização criada pelo Estado de Minas Gerais enquanto aguarda uma decisão da Justiça contra a cobrança, em ação movida pela empresa, disse o presidente da companhia, Guilherme Escalhão, em teleconferência com analistas para comentar os resultados do segundo trimestre, divulgado no final da noite de segunda-feira.

Reuters

14 de agosto de 2012 | 13h41

A MMX teve prejuízo líquido de 391,6 milhões de reais no segundo trimestre, ante lucro líquido de 90,9 milhões de reais apurado no mesmo período do ano passado, impactado principalmente pela fraca demanda por minério e a desvalorização do real, com consequente efeito sobre a dívida de longo prazo.

(Por Sabrina Lorenzi)

Tudo o que sabemos sobre:
MINERACAOMMXTAXA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.