Mobilização social quer aproximar famílias e escolas

Evento sobre educação em Fortaleza trouxe exemplos de projetos que integraram comunidades e ambientes de ensino

FORTALEZA, O Estado de S.Paulo

15 Outubro 2011 | 03h06

Envolver a comunidade com a escola é o objetivo da Mobilização Social pela Educação, criada em 2007, como um dos pilares do Plano de Desenvolvimento da Educação, lançado naquele ano pelo ministro Fernando Haddad. Isso porque, segundo a assessora especial do MEC, Linda Goulart, por melhores que sejam os programas voltados para o setor desenvolvidos pelos governos federal, estaduais e municipais, sem o engajamento da sociedade, eles não caminham.

Segundo ela, estudos e pesquisas sobre a importância dessa interação mostram que o envolvimento das famílias na educação dos filhos e dependentes tem trazido benefícios para os alunos, como a melhoria na capacidade de leitura, níveis mais altos de desempenho, maiores habilidades sociais e comportamentais e o aumento da probabilidade de conclusão do ensino médio.

É com esse intuito que o MEC tenta se aproximar de entidades religiosas, empresas e ONGs. O resultado dessa parceria foi mostrado no 1.º Seminário Internacional de Mobilização Social pela Educação, que reuniu de quarta-feira até ontem, em Fortaleza, 500 participantes.

Durante o evento, comitês repassaram experiências bem-sucedidas de projetos que aproximaram famílias e escolas. Uma das iniciativas que chamaram a atenção foi a da ONG Programa de Educação em Células Educativas (Prece), entidade que nasceu numa velha casa de farinha de Pentecoste, no interior cearense, e conseguiu abrir as portas da universidade pública para jovens filhos de agricultores.

Outro programa bastante aplaudido foi o Coordenadores de Pais, desenvolvido em escolas da zona leste de São Paulo que integram um projeto-piloto, inspirado na reforma educacional de Nova York. / CARMEN POMPEU, ESPECIAL PARA O ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.