Moradores ateiam fogo em favela durante protesto em SP

Os moradores de uma favela no Capão Redondo, zona sul de São Paulo, atearam fogo hoje em alguns dos barracos como forma de protesto contra a reintegração de posse do terreno de 34 mil m², pertencente à Viação Campo Limpo. Cerca de duas mil pessoas, que fazem parte da Frente de Luta por Moradia, moram na área ocupada em 2007. Eles devem ser retirados na manhã de hoje por policias militares e da Tropa de Choque, segundo informações da Polícia Militar (PM).

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

24 Agosto 2009 | 11h50

A reintegração de posse, que estava marcada para começar às 6 horas de hoje, não foi iniciada até as 8 horas, de acordo com a PM. Equipes do corpo de bombeiros também foram enviadas ao local para controlar o fogo provocado pelos moradores, que usaram lixo para bloquear algumas das ruas da região. Segundo a Eletropaulo, a luz foi desligada no entorno da favela por medida de segurança, para evitar que o fogo colocado nas ruas e nos barracos atinja a fiação da rede elétrica e provoque alguma explosão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.