Moradores de rua são assassinados em praça

Dois moradores de rua foram assassinados a pauladas na noite desta quinta-feira, 25, na Praça Presidente Kennedy, zona leste da capital paulista. Eles dormiam em colchões em uma área protegida por árvores, ao lado da Radial Leste, quando foram atacados.

BRUNO LUPION, Agencia Estado

26 de março de 2010 | 05h32

Conhecidos como Paulo e Edson, ambos morreram no local. Paulo, conhecido por "Tiozão", era alcoólatra e Edson, usuário eventual de drogas, segundo moradores de rua que preferiram não se identificar. As vítimas moravam na praça há cerca de seis meses.

Do outro lado da avenida, a 200 metros do local do crime, fica o albergue "Arsenal da Esperança". O horário limite de entrada - 21 horas - e a suposta insegurança do local, segundo um dos moradores de rua, teriam levado alguns a preferir a praça como abrigo. O caso foi registrado no 8º DP, do Brás, e será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Mais conteúdo sobre:
crimemoradores de rua

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.