Moradores saqueiam depósito de doações em Ilhota-SC

Entre os acusados, que não tiveram casas atingidas pelas chuvas, está irmã de ex-prefeito do município

Solange Spigliatti, estadao.com.br

08 Janeiro 2009 | 10h49

Cerca de 30 pessoas invadiram e saquearam na manhã desta quarta-feira, 7, em Ilhota, Santa Catarina, um galpão utilizado para armazenar doações para as vítimas das enchentes no Estado. Entre os saqueadores está a irmã de um ex-prefeito da cidade. Veja também:Chuva deve voltar a atingir SC a partir desta quintaDragagem em Itajaí deve terminar antes do previstoJá são 13 municípios em situação de emergência em SCTrecho da BR-101 em SC é liberado para caminhões Segundo uma voluntária do depósito, controlado pela Defesa civil da cidade, que fica na região central da cidade, onde funcionava um salão de festas do clube CTG, os moradores entravam em grupos de 20 pessoas no galpão, ficando por cerca de meia hora, e podiam escolher as roupas e os calçados que necessitavam. Esses grupos entravam por um dos portões, controlado por seguranças. Por volta das 10h30 da manhã de ontem, o grupo de 30 moradores, que segundo a voluntária não tiveram suas casas atingidas pelas chuvas, arrombaram a outra porta do depósito e saquearam o local. A polícia foi acionada e a confusão foi controlada por volta das 13h30. Ninguém foi preso.  De acordo com o Coordenador Geral de Suprimentos do município, Ivanor Januário, entre os cerca de 300 moradores que estavam no local aguardando a vez de receber os donativos, alguns filmaram a ação dos saqueadores pelos celulares, o que permitiu a identificação do grupo. Entre eles está a irmã de um ex-prefeito da cidade, segundo Ivanor. Um boletim de ocorrência já foi registrado na cidade, de acordo com Ivanor.

Mais conteúdo sobre:
chuvassaquedoaçõesIlhotaSC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.