Morangos e amêndoas

A melhor maneira de apreciar os morangos é comê-los puros, ao menos no início da temporada, quando ainda se está empolgado com seu frescor. Só mais tarde é hora de prepará-los. Há algum tempo, depois de passar quase a primavera inteira comendo morangos direto da caixa (em dois continentes, não menos), finalmente me vi com bons morangos e um fogão no mesmo dia. Eu queria mais que um bolo. Ansiava por uma espécie de crème anglaise, um creme de ovos, cozido e delicadamente engrossado. Mas estava com vontade de algo um pouco mais atraente que um creme normal aromatizado com baunilha. Batendo o creme com amêndoas tostadas, cheguei ao que desejava, e com só um pouquinho mais de trabalho que na versão original. Veja também: Receita de morangos e amêndoas Vídeo: Mark Bittman prepara morangos e amêndoas (dublado) Vídeo: Mark Bittman prepara morangos e amêndoas (em inglês) Como acontece com quase todo creme, há uma certa técnica envolvida aqui (uma vez aprendida, útil para sempre). Quando estiver cozinhando o molho, mantenha o calor de médio para baixo. Isso aumentará o tempo de cozimento, certamente, mas evitará que a mistura leite-creme queime, uma ocorrência muito comum. Você saberá que está pronto quando puder passar o dedo no fundo da colher e deixar um trilho que não escorra (outra possibilidade é você soprar o creme que ficou no fundo da colher e notar a formação de uma "rosa"; esse método é igualmente confiável, mas um pouco mais difícil de descrever). Retire as amêndoas cozidas se quiser um creme cremoso (e acho que você deveria querer). Servido quente, sobre morangos bons, com algumas lascas de amêndoas como decoração, esta é uma opção de sobremesa quase tão boa quanto um bolo de morango.

Mark Bittman,

30 Julho 2009 | 10h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.