ITAMAR AGUIAR/AGÊNCIA FREE LANCER/PAGOS
ITAMAR AGUIAR/AGÊNCIA FREE LANCER/PAGOS

Moro diz confiar em solução 'institucional' para novo relator da Lava Jato no STF

Com a morte de Teori Zavascki, o STF deve adotar uma solução interna para que um dos atuais integrantes da Corte assuma a relatoria da operação

Beatriz Bulla, Ricardo Galhardo, enviados especiais, O Estado de S.Paulo

21 de janeiro de 2017 | 17h28

PORTO ALEGRE - Responsável pela condução da Operação Lava Jato na Justiça Federal, o juiz Sérgio Moro avalia que a definição do novo relator do caso no Supremo Tribunal Federal deverá ser resolvida pela Corte de forma "institucional".  Moro compareceu ao velório do ministro Teori Zavaski em Porto Alegre (RS) e reiterou homenagens feitas ao magistrado, que era o relator da Lava Jato no STF.

"As instituições estão funcionando. Vai ser resolvido institucionalmente", disse Moro, ao ser questionado sobre a decisão do presidente da República, Michel Temer, de indicar o próximo ministro do STF apenas após a Corte definir o novo relator da Lava Jato. "Compete ao Supremo", completou Moro, ao sair de um almoço com o presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe). 

Com a morte de Teori, o STF deve adotar uma solução interna, para que um dos atuais integrantes da Corte assuma a relatoria da Lava Jato. A decisão sobre o sorteio para a redistribuição deve ser tomada pela presidente Cármen Lúcia. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.