Morre adolescente baleada pelo namorado em MG

Um primo da jovem reforça a versão do namorado de que a arma teria disparado acidentalmente

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

15 de janeiro de 2008 | 13h22

Morreu na manhã desta terça-feira, 15, Fabíola de Oliveira Gama, 14, atingida na cabeça por um tiro disparado pelo namorado, o pedreiro Rogério Cordeiro, 32. A adolescente foi internada no sábado, em coma, no Hospital Odilon Behrens, em Belo Horizonte, e estava respirando com o auxílio de aparelhos. Preso em flagrante, Cordeiro disse que o disparo foi acidental.   A polícia investiga as circunstâncias do crime. De acordo com um primo da moça, que testemunhou o fato, a jovem e o namorado estavam em um quarto da casa dela, onde ocorria um churrasco. A menina, então, teria dito, em tom de brincadeira, que pegaria um rodo para atingi-lo. Sentido-se desafiado, Cordeiro teria sacado um revolver calibre 38 e dito que, se ele quisesse, poderia matá-la. Foi quando a arma, acidentalmente teria disparado, atingindo Fabíola.   O pedreiro endossa a versão do primo de Fabíola, dizendo que não pretendeu acionar o gatilho. A arma, disse à polícia, teria disparado ainda dentro do coldre. O revólver ainda não foi localizado. De acordo com o delegado Afrânio Vasconcelos, parentes da vítima deverão prestar depoimento ainda nesta semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.