Morre aos 80 anos a atriz Jean Simmons

WASHINGTON

AP, O Estadao de S.Paulo

23 de janeiro de 2010 | 00h00

A atriz britânica Jean Simmons morreu na madrugada de ontem em Santa Mônica, Califórnia. Tinha câncer de pulmão e faria 81 anos no próximo domingo. Descoberta na adolescência, teve seu primeiro sucesso com Grandes Esperanças (1946), de David Lean. Nos anos seguintes, atuou em filmes que se tornaram clássicos, como Narciso Negro (1947), de Michael Powell e Emeric Pressburger, e Hamlet (1948), de Laurence Olivier, que lhe rendeu indicação ao Oscar de atriz coadjuvante pelo papel de Ofélia.

Seus anos seguintes foram atribulados por causa do produtor Howard Hughes, que comprou o estúdio que a contratava. Perdeu papéis importantes, como o da protagonista de A Princesa e o Plebeu, que ficou com Audrey Hepburn. Ainda assim, atuou em obras de qualidade, como Alma em Pânico (1952), de Otto Preminger.

Também atuou em Eles e Elas (1955), musical com Frank Sinatra e Marlon Brando, Da Terra Nascem os Homens (1958), de William Wyler, Entre Deus e o Pecado (1960), de Richard Brooks ? com quem se casou ? e Spartacus (1960), de Stanley Kubrick. Após o auge, trabalhou em séries de TV e como dubladora de animações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.