Morre coronel acusado de cinco mortes no Carandiru

O coronel da reserva da PM Luiz Nakaharada morreu no sábado, 14, de enfarte, em São Paulo. Ele participou do massacre do Carandiru, em 1992, e era o único acusado individualmente no processo. O coronel respondia por 5 das 78 mortes de detentos do segundo andar do Pavilhão 9 e aguardava julgamento. Nakaharada era do 3.º Batalhão de Choque e o oficial mais graduado na ação depois do coronel Ubiratan Guimarães, morto em 2006. Segundo a PM, ele sofria de problemas cardíacos e era aposentado desde 2009. Oficialmente, 111 presos morreram no massacre.

AE, Agência Estado

16 de dezembro de 2013 | 09h33

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
mortecoronelCarandiruestadaoconteudo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.