Morre mulher incendiada pelo namorado no interior de SP

A cuidadora de idosos Ivonete Cândida Freitas da Silva, de 37 anos, que teve o corpo queimado pelo namorado durante uma discussão, morreu neste domingo, 30. Ivonete ficou internada por uma semana para tratar das queimaduras de segundo grau, mas não resistiu aos ferimentos.

CHICO SIQUEIRA, ESPECIAL PARA O ESTADO, Agência Estado

01 de julho de 2013 | 15h25

O namorado de Ivonete, Cléber Santos Bordin, de 20 anos, com quem ela morava havia sete meses, está preso. Após uma briga, no domingo, dia 23, ele esperou que Ivonete dormisse no sofá da sala para despejar álcool e atear fogo na mulher. Ivonete foi socorrida por parentes que jogaram água sobre o corpo dela para apagar as chamas.

A atrocidade do crime chocou os moradores de Votuporanga, no interior de São Paulo, onde o casal morava. Ivonete teve queimaduras em 40% do corpo. Ela chegou a ser transferida para um hospital especializado de Bauru durante a semana, mas não conseguiu se recuperar.

Mais conteúdo sobre:
mulherqueimadanamorado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.