Morre no Rio o escritor Antônio Olinto, da ABL

Morreu nesta madrugada, aos 90 anos, o escritor Antônio Olinto, no Rio de Janeiro. O velório está previsto para começar na manhã de hoje, na Academia Brasileira de Letras (ABL). Olinto estava em casa, em Copacabana, e teve falência múltipla dos órgãos. Segundo informou a ABL, o enterro está marcado para as 16 horas, no Mausoléu Acadêmico, no Cemitério São João Batista, em Botafogo.

ROBERTA PENNAFORT, Agencia Estado

12 Setembro 2009 | 09h46

O escritor era viúvo e não tinha filhos. Coincidentemente, Olinto morreu no mesmo dia em que tomou posse na ABL, 12 anos atrás. Ele ocupava a cadeira de número 8, e nela foi sucessor de Antonio Callado. Olinto era diplomata e nasceu em Ubá, Minas Gerais. Teve livros traduzidos para 19 idiomas.

Mais conteúdo sobre:
literaturamorteAntônio Olinto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.