Morre o 1º clone bovino brasileiro

O primeiro bovino clonado no Brasil e na América Latina morreu no dia 17 deste mês, no Hospital Veterinário da Universidade de Brasília (UnB). Chamada de Vitória da Embrapa - referência à Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, órgão do Ministério da Agricultura responsável pela pesquisa que resultou na clonagem -, a vaca morreu aos 10 anos, por complicações causadas por pneumonia bacteriana e agravadas pela idade avançada.

, O Estado de S.Paulo

29 Junho 2011 | 00h00

O animal, da raça simental, foi clonado pela técnica de transferência nuclear a partir de células embrionárias e, desde que nasceu, foi acompanhado de perto por cientistas da Embrapa e médicos veterinários da UnB. Em 2004 nasceu o primeiro de seus quatro filhotes, o que comprovou que era um clone perfeito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.