Morre o quarto ocupante de bimotor que caiu no Paraná

Morreu na tarde desta quarta-feira (7), no Hospital do Trabalhador, em Curitiba, o segurança Valdemir Lemos. Ele era o quarto ocupante do bimotor que transportava valores e que caiu na noite de terça (6) entre Almirante Tamandaré e Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba (PR).

JULIO CESAR LIMA, Agência Estado

07 de novembro de 2012 | 19h21

O piloto do avião, Carlos Gilberto Mohr, Leandro Uchoa, copiloto, e o segurança Vilmar Rodrigues morreram na hora do acidente. Mohr era primo do senador catarinense Paulo Bauer e também comandante da aeronave, modelo PAY2 Cheyenne. Ela havia decolado em Dourados (MS) e seguia para Curitiba. Segundo a Polícia Militar, a aeronave foi encontrada às 19h30, no bairro Tranqueira, em Tamandaré.

Conforme as apurações preliminares do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, há indícios de que houve uma tentativa de pouso forçado, pois a área é descampada. "O avião caiu de console (bico) batendo a parte dianteira e a asa direita contra o gramado", disse o major Marcos Antônio dos Santos à imprensa.

O avião pertence à empresa Hércules Táxi Aéreo, que foi contratada pela empresa de transportes de valores Brinks, que logo após o acidente foi ao local para recolher os malotes de dinheiro, cerca de R$ 14 milhões. Parte desse dinheiro, porém, ficou espalhado pela região.

Tudo o que sabemos sobre:
mortequedabimotorPR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.