Morre profº Hermógenes, precursor do Yoga no País

Morreu nessa sexta-feira (13) no Rio, aos 94 anos, José Hermógenes de Andrade Filho, conhecido como professor Hermógenes, um dos precursores do yoga no Brasil. A família não divulgou a causa da morte. A cremação do corpo está prevista para a manhã deste domingo, 15.

Estadão Conteúdo

14 de março de 2015 | 19h41

Autor de mais de 30 livros, Hermógenes nasceu em Natal, no Rio Grande do Norte. "Entrego, confio, aceito e agradeço" era um dos lemas do professor. Em 2012 foi lançada a biografia "Hermógenes: Vida, Yoga, Fé e Amor", escrita por um discípulo. Atualmente está em produção, pela Bodhgaya Filmes, o documentário "Hermógenes, Professor e Poeta do Yoga".

Aos 10 anos, Hermógenes teve uma experiência que considerou o primeiro contato com os princípios do yoga, ao mergulhar no mar e, puxado pela correnteza, quase se afogar, segundo informações divulgadas em seu site.

Hermógenes estudou na Escola Militar do Rio e integrou a Força Expedicionária Brasileira (FEB). No fim da década de 1940, já com duas filhas, vendeu seguros para aumentar a renda familiar. Escreveu em 1950 seu primeiro livro, "A Pergunta que Ensina", um método didático para ensinar História. Aos 35 anos, foi diagnosticado com tuberculose avançada e submetido a cirurgia.

Em 1960, publicou "Autoperfeição com Hatha Yoga", um de seus livros mais conhecidos. Dois anos depois, abriu a Academia Hermógenes de Yoga, no centro do Rio. Doutor em Yogaterapia pelo World Development Parliament, da Índia, Hermógenes recebeu em 1977, em Milão, a Medalha de Integração Nacional de Ciências da Saúde e o Diploma d''Onore no IX Congresso Internacional de Parapsicologia, Psicotrônica e Psiquiatria.

Mais conteúdo sobre:
YogamorteJosé Hermógenes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.