Morre professor esfaqueado ao separar briga no RS

O professor Ozório Alceu Feline, de 45 anos, morreu hoje, nove dias depois de ter sido atingido por uma facada no abdome ao tentar separar uma briga de alunas na Escola Técnica Estadual Bernardina Rodrigues Padilha, em Vacaria, no nordeste do Rio Grande do Sul. Ele estava internado desde o dia da agressão no Hospital Nossa Senhora da Oliveira. Nesse período, foi submetido a duas cirurgias, que não evitaram que seu estado de saúde se agravasse. O incidente ocorreu na noite de 17 de março. Feline percebeu que duas adolescentes brigavam a tapas no pátio da escola e tentou separá-las, mas foi atingido por facadas desferidas pelo namorado de uma delas. A polícia prendeu o suspeito da agressão ontem, um dia antes de o professor morrer.

ELDER OGLIARI, Agencia Estado

26 de março de 2008 | 19h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.