Mortalidade humana vai aumentar com aquecimento global

Calor extremo mata mais que o excesso de frio, de acordo com estudo americano

Agencia Estado

02 Julho 2007 | 19h10

O aquecimento global causará mais mortes nos meses de verão por causa das mais altas temperaturas, e essa perda de vidas não será equilibrada por um número menor de mortes nos invernos menos rigorosos, segundo análise publicada online pelo periódico Occupational and Environment Medicine.Pesquisadores de Harvard analisaram dados meteorológicos relacionados à morte de mais de 6,5 milhões de pessoas em 50 cidades dos Estados Unidos, entre 1989 e 2000. Eles determinaram que, durante surtos de frio de dois dias, há um aumento de 1,59% no número de mortes causadas pela temperatura extrema. No entanto, durante períodos semelhantes de calor extremo, a taxa de morte sobe 5,74%.Mortes por todo tipo de acusa tornam-se mais comuns quando o calor é excessivo, a ataques cardíacos são mais comuns no frio extremo.

Mais conteúdo sobre:
mortalidadeaquecimento global

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.