Mortes no conflito na Ucrânia superam 3.000, diz ONU

Os números incluem civis, combatentes, separatistas e vítimas do acidente do voo MH17, da Malaysia Airlines

REUTERS

08 Setembro 2014 | 08h02

O número de pessoas mortas no conflito na Ucrânia passa de 3.000 se forem incluídas as vítimas do acidente do voo MH17, da Malásia, disse uma alta autoridade de direitos humanos da ONU nesta segunda-feira.

Ivan Simonovic, secretário-geral adjunto da ONU para os Direitos Humanos, disse em uma reunião extraordinária da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) que o número registrado de pessoas mortas desde que o conflito começou em abril chegou a 2.729.

O total sobe para mais de 3.000 se as 298 vítimas da queda do avião da Malásia forem incluídas, como deveriam, disse ele.

Em 29 de agosto, balanço divulgado pelo mesmo funcionário da ONU apontava um total de 2.593 mortos no conflito na Ucrânia, incluindo civis, combatentes ucranianos e separatistas.

(Reportagem de Fredrik Dahl e Shadia Nasralla)

Mais conteúdo sobre:
UCRANIAMORTOSCONFLITO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.