Mortes por gripe H1N1 no México sobem a 85, diz governo

O México elevou na terça-feira para 85 o número oficial de mortos pelo vírus H1N1 no país, embora a quantidade de pessoas contaminada tenha se estabilizado.

REUTERS

26 de maio de 2009 | 18h38

Até segunda-feira, as autoridades haviam registrado 83 mortes pela nova doença, que em cerca de um mês já contaminou quase 13 mil pessoas em 46 países.

A Secretaria de Saúde do México disse na terça-feira que o país teve até agora 4.806 casos, aí incluídos os 85 mortos. "A maior parte dos falecimentos ocorreu antes do dia 23 de abril, quando ainda se desconhecia o vírus", disse o órgão.

Depois de vários dias de paralisação das atividades econômicas e sociais no começo do mês devido à epidemia, a capital mexicana já voltou à sua vida normal.

"A epidemia de gripe A (H1N1) no México continua com sua tendência de baixa. Entretanto, é importante continuar com as medidas de prevenção", disse a secretaria.

Tudo o que sabemos sobre:
GRIPEMEXICOMORTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.