Mortos devido à onda de calor chegam a 20 na França

O Instituto francês de Vigilância Sanitária (INVS) anunciou nesta sexta-feira que 20 pessoas morreram no país "provavelmente devido ao forte calor" dos últimos dias, elevando o balanço anterior que contabilizava nove mortes.A metade dos mortos tinha mais de 80 anos, segundo o INVS, que também anunciou a morte de quatro trabalhadores que estavam expostos ao forte calor. As demais vítimas são pessoas que praticavam exercícios físicos, indigentes sem-teto, um menor e um jovem com problemas de obesidade.Segundo o comunicado do INVS, desde que começou a onda de calor, registrou-se um aumento de 15 a 25% nos trabalhos nos serviços hospitalares por problemas derivados do calor.O organismo sanitário ressalta que se trata de uma onda de calor "grande em sua duração e extensão", mas explica que as temperaturas são inferiores às registradas em agosto de 2003, quando a elevação da temperatura custou a vida de 15 mil pessoas, em sua maioria idosos.O INVS destaca a necessidade da colaboração dos cidadãos com as pessoas mais vulneráveis ao calor, como idosos e crianças, e aponta a necessidade da limitação dos exercícios físicos e da hidratação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.