Mostra de talento

Vai começar a temporada das tradicionais competições de kart que encerram o ano do esporte a motor no Brasil. O torcedor paulistano que aparecer no kartódromo da Granja Viana, em qualquer dia da semana, já pode ver em ação Felipe Massa, Rubinho Barrichello, Lucas di Grassi, Ricardo Zonta, Tony Kanaan, Nelsinho Piquet, Antonio Pizzonia, Christian Fittipaldi e vários outros destaques do automobilismo internacional. Eles treinam para as 500 Milhas da Granja Viana, que será disputada nos dias 4 e 5 de dezembro. Esta é uma competição de longa duração, com 644 voltas ou limite de 11 horas, que já está em seu 13º ano, e reúne habitualmente 60 karts e mais de 200 pilotos, distribuídos em equipes de dois ou mais integrantes.

REGINALDO LEME, O Estadao de S.Paulo

27 de novembro de 2009 | 00h00

As equipes compostas de pilotos profissionais têm de três a quatro pilotos, que podem se inscrever em mais de um kart. A equipe de Barrichello, por exemplo, que conta com Tony Kanaan, Felipe Giaffone e Renato Russo, corre com dois karts. Russo, um dos melhores kartistas que o Brasil já teve, foi o primeiro instrutor de Rubinho. Felipe Massa terá uma equipe de sete pilotos em dois karts, com seu irmão Dudu Massa, Lucas di Grassi, Felipes Apezzato, Felipe Lapenna, Victor Guerin e Júlio Campos. Mais do que nunca, este ano será importante que todos tenham um ritmo parecido porque passa a ser obrigatória a troca de piloto toda vez que o kart entrar no box. O SporTV mostra a definição do grid, que se disputa em uma corrida de 20 minutos e, pouco depois, a largada oficial das 500 Milhas, além de flashes na madrugada e o encerramento, por volta de 10 horas da manhã de sábado.

Antes disso, entretanto, os 17 principais pilotos brasileiros das 500 Milhas se encontram com outros quatro convidados estrangeiros em Florianópolis, agora neste fim de semana, para a 5ª edição do Desafio Internacional das Estrelas, na qual tudo é diferente - desde os karts até o tipo de competição, que ocorre em duas baterias de meia hora. Michael Schumacher, Giancarlo Fisichella, Vitantonio Liuzzi e Luca Badoer são os pilotos estrangeiros. Entre os brasileiros, duas grandes novidades - Christian Fittipaldi e Bia Figueiredo, a única mulher, que correu na Indy Lights nos dois últimos anos e deve disputar a Indy em 2010. Desta vez, a pista é totalmente nova, a Arenas Sapiens, construída em apenas um ano na região de Canasvieiras. O sistema de disputa também mudou, passando a primeira bateria a ser disputada no sábado (16 horas, com SporTV e Eurosport para toda a Europa) e a segunda, no domingo (11 horas, com TV Globo e Eurosport).

Nesta competição os torcedores têm o privilégio de ver esses pilotos de F-1, Indy e Stock Car a poucos metros de distância, e dentro de um kart, que os deixa muito mais expostos do que quando estão no cockpit dos seus carros. Floripa, com sua magia, sabe receber essas estrelas do automobilismo. É a quarta vez que o torneio acontece aqui e, desta vez, inaugurando um kartódromo de primeiro mundo. Até Schumacher, que na semana passada participou de uma corrida de kart nos Estados Unidos ao lado de Nelsinho Piquet, ficou impressionado com a nova pista. Christian Fittipaldi, estreante na competição, sente-se em casa na companhia dos velhos companheiros de pista, um deles seu inseparável amigo Tony Kanaan. Ontem foi dia do encontro, em clima de festa. Até então, fora da pista, é só diversão. Mas, a partir do primeiro treino, é guerra como a que se viu entre Rubinho e Schumacher no ano passado. Para se ter uma ideia, Felipe Massa, que venceu pela última vez em 2006 (em 2007 deu Schumacher e 2008, Rubinho), implantou no simulador da V10, onde ele faz a sua preparação física em São Paulo, o desenho da nova pista. E treinou muito nas últimas semanas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.