Wellcome Library London/Divulgação
Wellcome Library London/Divulgação

Mostra explora papel das drogas na história

Exibição 'High Society' traça trajetórias de substâncias que já foram usadas como remédio, moeda ou inspiração para as artes.

BBC Brasil, BBC

19 de novembro de 2010 | 07h36

Uma exposição em Londres explora o papel das drogas na história e na cultura mundiais, questionando a ideia de que elas sejam um mal da vida moderna.

A exibição High Society (Alta Sociedade, ou Sociedade Chapada, high tem esse sentido duplo), inaugurada neste mês na Wellcome Collection, traça os caminhos de substâncias que já foram usadas como remédios, em rituais, como moeda de troca ou inspiração para as artes.

Mais de 200 imagens e documentos são exibidos, incluindo um manuscrito do poeta inglês Samuel Taylor Coleridge supostamente escrito numa "viagem" de ópio; experimentos da Nasa (agência espacial americana) com aranhas intoxicadas; um relato do século 17 do capitão Thomas Bowrey, descrevendo os experimentos da tripulação com uma bebida feita de maconha.

A exposição também mostra obras de arte que exploram o uso de drogas, como uma série de retratos da artista australiana Tracey Moffat e uma instalação do francês de origem chinesa Huang Yong Ping.

Os organizadores lembram que o mercado de drogas ilícitas movimenta US$ 320 bilhões (cerca de R$ 548 bilhões) por ano segundo a ONU e que, apesar de novas drogas surgirem a todo momento, o uso de substâncias psicoativas não é nada novo.

Mesmo as que são hoje amplamente consumidas - como álcool, tabaco e café - já foram ilegais no passado, afirmam eles.

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.