Motociclista tido como morto em 1936 completa 106 anos

Em coma profundo após acidente, marceneiro estava sendo levado para o necrotério quando um funcionário viu o 'cadáver' se mover.

BBC Brasil, BBC

13 de novembro de 2012 | 16h03

Um britânico declarado morto após um acidente de moto em 1936 acaba de comemorar 106 anos de idade.

Sam Ledward, um ex-marceneiro, disse que após o acidente entrou em um coma tão profundo que os médicos, incapazes de identificar qualquer sinal de vida, ordenaram que o corpo fosse levado para um necrotério.

No caminho, no entanto, um funcionário do hospital notou que o "cadáver" havia se movido e levou-o de volta para o hospital.

Ledward, do condado de Flintshire, no País de Gales, atribui sua vida longa a "pura sorte".

Ao celebrar o aniversário, ele declarou: "Vou continuar bem por algum tempo ainda. Vocês não vão se livrar de mim tão facilmente."

Acidente

O britânico ainda recorda do acidente. "Eu estava dirigindo uma Triumph 500cc. Ela era minha havia menos de dois meses, comprada de um fazendeiro. Um dos filhos dele tinha tido problemas com ela."

"Eu só fiz os ajustes e coloquei um pneu traseiro novo. Achei que o da frente estava bom, mas não estava. Ele estourou".

Ledward foi jogado na estrada e julgado morto pelos médicos.

"Eles me colocaram num carrinho (para ser levado para o necrotério) e um rapaz viu alguma coisa se movendo. Ele me levou de volta. Recobrei a consciência cinco dias mais tarde."

Inconsciente

"Minha primeira lembrança (após o acidente) foi ver alguém em pé perto da cama e eu derrubando algo da mão de alguém. Eu tinha derrubado um copo da mão da enfermeira".

Foram necessários seis meses para que os ferimentos no rosto e cabeça de Ledward cicatrizassem.

"Tive uma vida boa desde então", ele disse.

Quase todos os dias, Ledward, que ficou viúvo em 1993, pega um ônibus e vai para a cidade com sua companheira Millie Minshall, de 90 anos.

"Sou bem tratado todos os dias", ele disse, em referência à companheira. "Estamos muito bem. Saímos por aí juntos. Costumávamos viajar para o exterior, mas acho que agora estou muito velho para essas coisas".

"Mas também não estou tão mal assim!" BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.