Motorista abandona alunos em acostamento

Dois estudantes de 8 e 9 anos são deixados em rodovia perto de São José do Rio Preto por estarem brincando no ônibus

Chico Siqueira, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2011 | 00h00

Dois alunos, de 8 e 9 anos, do 3.º ano do ensino fundamental, foram abandonados anteontem pelo motorista de um ônibus escolar no acostamento da rodovia Transbrasiliana (BR-153), uma das mais movimentadas do interior de São Paulo. Eles estavam brincando, simulando uma briga, e contando piadas.

Irritado com os garotos, o motorista do veículo escolar da prefeitura de São José do Rio Preto, a 438 km de São Paulo, parou o ônibus e mandou os alunos descerem. Os meninos I. L. S., de 8 anos, e G. D. R., de 9, deveriam ter sido deixados no portão de suas residências, em um condomínio de chácaras numa estrada vicinal que liga à rodovia.

G. teve de caminhar três quilômetros para chegar em casa, onde sua avó, Rita Gonçalves Ribeiro, o esperava. "Meu neto é hiperativo e na idade dele uma criança não tem noção do perigo. O motorista deveria ter vindo aqui e nos avisado sobre o que aconteceu", disse Rita. O garoto fez o trajeto com uma mochila de aproximadamente dez quilos nas costas.

O pai de I., Alexandre Francisco da Silva, abriu um boletim de ocorrência depois que o filho contou que foi abandonado pelo ônibus e teve de caminhar um quilômetro, parte dele no acostamento da rodovia, até chegar em casa. "Ele poderia ter sofrido um acidente ao caminhar na beira daquela estrada", afirmou.

Ontem, a prefeitura suspendeu o motorista, que trabalha para uma empresa terceirizada. Ele deverá ser ouvido na segunda-feira em sindicância aberta para investigar o caso.

Antecedente. Em dezembro do ano passado, um aluno de 10 anos de uma escola municipal de Boituva, a 115 quilômetros de São Paulo, também foi deixado em uma rodovia pelo motorista do ônibus escolar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.