Motorista armado agride jovem em SP e foge

O adestrador de cachorros Douglas Wallace Fenley, de 32 anos, foi agredido a coronhadas, socos, chutes e ameaças de morte por um motorista que o atropelou ontem, na Avenida Politécnica, no Butantã, capital paulista. O motorista ficou ofendido pelo fato de o retrovisor do seu carro, um Santana branco placas CVT-6795, ter se quebrado no choque contra o rapaz, que atravessava a rua na faixa de pedestres e com o sinal fechado para os automóveis."Um carro parou e eu comecei a atravessar a rua quando o Santana avançou o sinal e bateu o retrovisor no meu braço", disse Douglas. Segundo o jovem, o motorista parou o veículo no meio da rua e desceu com um revólver na mão, passando a agredi-lo e a ameaçá-lo, dizendo-se policial. Uma mulher que acompanhava o motorista tentou acalmá-lo, mas não conseguiu. O caso foi registrado na 93ª delegacia de Polícia Civil, no bairro do Butantã.O proprietário do veículo fugiu após as agressões e não foi identificado, pois a placa do carro não consta do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), segundo informaram policiais. Douglas foi socorrido pelo amigo Tiago Henrique Flausino Rocha, de 18 anos, que testemunhou a agressão.O jovem foi atendido no Hospital Universitário, onde foi constatado um edema na cabeça. Ele deveria ficar internado, mas foi liberado para passar o Dia dos Pais em casa. O pai de Douglas, o livreiro João Carlos Fenley, deu apoio ao filho e disse que vai ajudá-lo a tentar identificar e processar o agressor.

CLEY SCHOLZ, Agencia Estado

12 de agosto de 2007 | 17h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.