Motorista diz que foi fechado e atropelou operário em SP

O motorista do veículo que capotou na madrugada deste sábado, 5, na Rua da Consolação, em São Paulo, deixando um operário gravemente ferido, alegou à polícia que perdeu o controle do carro após ter sido fechado por outro veículo, de acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP).

AE, Agência Estado

05 Maio 2012 | 14h06

Aparentemente embriagado, o empresário de 24 anos recusou-se a fazer o teste do bafômetro e quase foi espancado por outros operários da obra e testemunhas.

O capotamento de um Hyundai i30 preto, por volta das 4h30, deixou cinco pessoas feridas, entre elas dois operários que trabalhavam na reforma do corredor de ônibus, na altura do nº 1.700 da pista sentido centro da Rua da Consolação, próximo à Rua Pedro Taques, região central da capital paulista. O veículo estava em alta velocidade e era ocupado pelo motorista e dois passageiros.

Vítima mais grave do acidente, o operário Samuel Moreira de Lima, seguia em estado gravíssimo na UTI do Hospital das Clínicas até o início desta tarde.

O caso foi registrado no 4º DP da Consolação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.