Motorista embriagado atropela e mata grávida em SP

Um motorista foi preso em flagrante por embriaguez ao volante após atropelar e matar uma grávida, ontem, em Ribeirão Preto, no interior paulista. De acordo com a polícia, o teste do bafômetro confirmou que o motorista tinha consumido uma quantidade de álcool quatro vezes maior que a permitida por lei. Na delegacia, ele confessou que estava bêbado e assumiu a culpa pelo acidente.

FABIANA MARCHEZI E BRÁS HENRIQUE, Agencia Estado

15 Junho 2009 | 10h00

O motorista, de 31 anos, foi indiciado por homicídio doloso (quando há a intenção de matar). Renata Heloísa Martins, de 19 anos, estava grávida de dois meses e morreu na hora. Ela estava indo almoçar na casa da mãe quando foi atropelada no bairro Parque Ribeirão. O veículo foi apreendido pela polícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.