MP fiscaliza acidente com esgoto em Niterói

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro acompanha desde o início da semana as medidas adotadas pela empresa Águas de Niterói após o rompimento da parede lateral da ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto Toque-Toque, localizada na Ponta d''Areia. A concessionária foi multada em R$ 110 mil pelo vazamento de cerca de 6 milhões de litros de esgoto da estação, no último domingo, 17.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

21 de abril de 2011 | 08h49

Nesta quarta-feira, 20, o Promotor de Justiça Luciano Mattos voltou a se reunir com representantes da empresa e instaurou procedimento para fiscalizar as providências. O motivo do incidente ainda é investigado.

A primeira reunião, em caráter emergencial, foi realizada segunda-feira, um dia após o acidente. Ontem, a Águas de Niterói apresentou relatório preliminar. A planilha detalha os imóveis, veículos e pessoas atingidas. Cerca de 10 pessoas ficaram feridas.

A empresa assumiu sua responsabilidade e reafirmou que ressarcirá os prejuízos e indenizará as pessoas afetadas. A concessionária garantiu que o tratamento de esgoto ocorre de maneira regular.

Mais conteúdo sobre:
Niteróiacidenteesgotovazamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.