MP pede exclusão de analfabeto aprovado

PERNAMBUCO

, O Estado de S.Paulo

29 Abril 2010 | 00h00

Um candidato analfabeto passou num concurso da prefeitura de Ribeirão (PE), respondendo às questões de múltipla escolha como se fosse um jogo de loteria, o que levou o Ministério Público a recomendar sua exclusão. Ele foi aprovado para o cargo de agente patrimonial, que exige o ensino fundamental.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.