MP quer remoção de presos das delegacias de Fortaleza

O Ministério Público Estadual (MPE) do Ceará solicitou, em ação civil pública, com pedido liminar, a remoção dos presos que se encontram nas delegacias de polícia de Fortaleza. Os presos estão em condições subumanas e lotam as delegacias de polícia, segundo o MPE, que divulgou hoje a ação, dirigida ao Governo do Estado do Ceará.

CAROLINA SPILLARI, Agência Estado

27 Junho 2011 | 17h19

De acordo com os promotores Justiça Romério Landim, Fernanda Marinho, André Karbage e Lílian Lucena, além de terem seus direitos fundamentais feridos, os presos acabam prejudicando a atividade da Polícia Civil, pois os agentes são desviados de suas funções para vigiar os presos.

Segundo os promotores, o quadro contribui para o aumento da criminalidade e da impunidade. São inúmeros os registros de fugas das delegacias. Na ação, os promotores solicitam que os presos fiquem nas delegacias somente pelo tempo necessário para o término do inquérito policial.

Mais conteúdo sobre:
Justiça presos delegacias Fortaleza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.