MP-RJ denuncia 34 traficantes e dois advogados

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) denunciou 34 pessoas à Justiça por crimes como tráfico de drogas e associação para o tráfico. Hoje, foi decretada a prisão preventiva dos réus pela 3ª Vara Criminal da Comarca de Campos dos Goytacazes.

CAROLINA SPILLARI, Agência Estado

20 de abril de 2011 | 18h16

Dos 34 réus com a prisão preventiva decretada, dois estão foragidos: Emerson Pinto Faísca (o Erminho), irmão de Bolão, e João Carlos Nogueira, que era motorista oficial da Prefeitura de São João da Barra. Entre os denunciados, estão dois advogados que teriam alertado seus clientes, Bolão e Alexandro Ramos Ignacio, sobre as investigações. De acordo com o MP-RJ, eles teriam extrapolado o exercício de defesa.

A quadrilha atuava no norte fluminense. Quando a operação foi deflagrada, no último dia 22 de março, com a Polícia Federal (PF), forma cumpridos 19 mandados de prisão temporária. Destes, 14 pessoas já haviam sido presas em flagrante no decorrer da investigação. Ainda foram apreendidos 543 quilos de maconha.

Mais conteúdo sobre:
denúnciaMP-RJtráficoadvogados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.