MP-RJ denuncia dois suspeitos de espancar motorista

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) denunciou à Justiça dois homens pelo crime de lesão corporal grave em razão de uma briga iniciada após um acidente de carro na Ponte Rio-Niterói. A denúncia feita no último dia 21 foi divulgada hoje.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

25 de outubro de 2011 | 17h51

Na madrugada do dia 7 de maio deste ano, Rodrigo Cardoso Diuana e Ronaldo Estiges Villela Pereira agrediram e espancaram Santiago Campos Souza. Após a colisão na Ponte Rio-Niterói, segundo a denúncia, Rodrigo e Ronaldo, que estavam numa BMW, perseguiram a vítima.

Os agressores exigiram que o outro motorista parasse o seu veículo no centro de Niterói, onde começaram a agressão. A vítima foi ferida com socos, chutes e pontapés. Em decorrência das lesões, a vítima ficou incapacitada para exercer suas ocupações habituais por mais de 30 dias, submetendo-se a tratamento psicológico, diante do trauma, depressão e síndrome do pânico. Uma testemunha que passava pelo local assistiu o espancamento.

"O crime ocorreu por motivação fútil, pois os denunciados agrediram gravemente a vítima após a ocorrência de uma pueril discussão relacionada a uma colisão de veículos, uma vez que os denunciados estavam em uma BMW, a vítima em um Astra. Os agressores ficaram indignados com a pequena avaria no veículo", explicou o promotor Cláudio Calo.

O MP-RJ também pede instauração de procedimentos administrativos disciplinares para investigar a falta de instauração de inquérito policial no caso. A vítima afirmou que houve parcialidade dos policiais militares e dos policiais civis da 76ª DP (Niterói) que atuaram na ocorrência.

Mais conteúdo sobre:
espancamentomotoristadenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.