MPF cobra MEC desde junho

O Ministério Público Federal em São Paulo abriu em 29 de junho de 2011 processo administrativo para apurar denúncias de que a Unip manipulou o número de formandos de Direito para melhorar suas notas no Enade de 2009. O procurador Marcos José Gomes Corrêa disse ontem haver um "déficit de informação" no caso: por repetidas vezes, o MEC ou o Inep estouraram prazos dos pedidos de dados feitos pelo MPF. Segundo ele, o processo pode gerar um inquérito na esfera cível.

O Estado de S.Paulo

15 Março 2012 | 03h08

Ouvidos pelo Estadão.edu, alunos acusaram a Unip de reprovação em massa em 2008. "O coordenador dizia que a Unip ia passar a peneira nos alunos por causa do Enade", contou Juliana Moreira Soares, de Santos. Na classe dela, 75 alunos se transferiram em 2009 para a Universidade Metropolitana de Santos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.