MPF quer estudo sobre benzeno em refrigerante

VIGILÂNCIA

, O Estado de S.Paulo

17 de setembro de 2010 | 00h00

O Ministério Público Federal em Belo Horizonte recomendou à Anvisa que estude e defina limites seguros para o nível de benzeno nos refrigerantes. A substância é considerada cancerígena em altas concentrações. A Anvisa limita o benzeno em bebidas não alcoólicas, mas diz que não há dados que confirmem risco no caso do refrigerante. Ontem, a Anvisa suspendeu a importação da Hungria da pílula do dia seguinte Postinor e do anticoncepcional Femina. Para a agência, os produtos não atendem às suas exigências de produção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.